A Associação Empresarial de Fafe, Cabeceiras de Basto e Celorico de Basto assinou hoje Fafe, um protocolo de cooperação com o Instituto Superior de Contabilidade e Administração do Politécnico do Porto (ISCAP), numa cerimónia que integrou o 1º congresso Empresarial da ACINNET (Academic International Network)

A Associação Empresarial de Fafe, Cabeceiras de Basto e Celorico de Basto assinou hoje Fafe, um protocolo de cooperação com o Instituto Superior de Contabilidade e Administração do Politécnico do Porto (ISCAP), numa cerimónia que integrou o 1º congresso Empresarial da ACINNET (Academic International Network).

Com a presença de uma delegação de empresários sul-americanos, vários empresários da região e os membros dos órgãos sociais da associação, Hernâni Costa iniciou a sessão protocolar que decorreu no salão nobre da sede da associação em Fafe, falando deste como um passo importante “no processo de apoio à internacionalização das empresas virando-se, desta forma, para o mundo académico aproveitando a sua dinâmica internacional no que refere à sua colaboração com o meio empresarial”. Hernâni Costa frisou ainda que foi “com um grande orgulho que a Associação Empresarial aceitou o desafio lançado pelo Sr. Professor Doutor António Abreu em juntar-se ao Conselho Empresarial do ISCAP”.

Laurentino Ferreira, diretor geral da Associação Empresarial fez uma breve explanação do trabalho que esta associação tem desenvolvido para e com os empresários, no âmbito da internacionalização.

Guaracy Silva, representante da ACINNET e membro do Conselho de Administração da UNIS, na sua apresentação falou sobre a rede ACINNET, dos países que a compõem e de como esta é uma rede em crescimento tanto a nível de parceiros como de países que a integram.

Em representação do ISCAP, António Abreu, falou que o grande objetivo deste projeto é o de “articular o mais possível entre o que é académico e o que é empresarial”. Referiu que existe uma necessidade cada vez maior de “orientar os estudantes que terminam os seus estudos e integra-los nas empresas de uma forma estruturada”, sendo esse o trabalho que esta rede pretende desenvolver.

Raúl Cunha finalizou esta sessão elogiando tanto o trabalho que a Associação Empresarial tem desenvolvido como os profissionais que a compõem. “ A Associação empresarial tem profissionais de elevado valor, que trabalham com qualidade” e dai serem notórios os frutos desse esforço em várias vertentes, nomeadamente a da internacionalização.

Elogiou ainda o esforço que o ensino superior está a fazer de se abrir ao tecido empresarial, focando a importância para o mundo académico em “procurar uma ligação às empresas, ligação ao mundo real”.

No final da sessão a delegação de empresários dirigiu-se à empresa Gravotextil para uma pequena visita.